Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Super Coach do Cocó

O karma de (con)viver com Doenças Inflamatórias do Intestino.

Super Coach do Cocó

O karma de (con)viver com Doenças Inflamatórias do Intestino.

18.Jan.21

Tens DII? Dicas para uma alimentação mais agradável! || Have IBD? Tips for a more lively diet!

Estavam dois cocós a saltar à corda e chegou uma

 

Depois do post sobre alimentação e DII, várias pessoas comentaram nas redes sociais um certo desencanto por terem algumas restrições que obrigam a comer sempre a mesma coisa. É totalmente compreensível: acabamos sempre por comer mais ou menos as mesmas coisas, cozinhadas mais ou menos da mesma forma. E chateia, enjoa, uma pessoa farta-se. Afinal, somos humanos não é?

É por isso que hoje partilho convosco algumas sugestões de como poderão, mesmo dentro da mesma lista de ingredientes, ir variando os sabores e as receitas, dando a sensação muito mais agradável quando chega a hora da refeição. Implica algum trabalho de casa por vossa parte, mas acredito que ganharam muito mais em alimentação e sanidade mental! Eis as minhas sugestões com base no que fazemos cá em casa:


✔️ Primeira coisa a ter em mente: mesmo que uma receita tenha um ingrediente (ou dois) que não possam consumir, retirem-no ou troquem por outro. Eu, por exemplo, como não consigo tolerar, retiro pimenta, pimentos, picante,…


✔️ Há imenso blogs e canais de Youtube sobre culinária. São excelentes fontes de inspiração para novas experiências culinárias.

✔️ Há supermercados/ lojas que têm revistas gratuitas. Por norma têm também receitas.

✔️ Sigam contas de Instagram de culinária como o @apitadadopai ou a @_filipagomes_ ou a @lowfodmapt. Sempre ajuda a terem inspiração e ideias para receitas fáceis e acessíveis para fazerem em casa ou até para marmitas!

✔️ Há boas contas de nutricionistas que vão explicando pontos muito importantes a ter em atenção na alimentação. Por exemplo, há contas no Instagram que vale a pena seguir: @sofiarocha.nutricionista ; @embanhomaria @_carolina.reis
Mesmo não sendo dedicadas a nutrição para doenças inflamatórias do intestino ou síndrome intestino irritável, aprendem boas bases para distinguir trigo do joio das inúmeras dietas e alimentos milagrosos que vos vão aconselhando

✔️ Não sejam nazis da comida nem mais papistas que o papa. O corpo humano e a microbiota do intestino requer alimentação saudável e variada como importante contributo para se manter em forma. Por isso, se não têm intolerância ou alergia alimentar comprovada, não façam dietas de restrição porque leram na internet que faz bem.

✔️ Salvo situações específicas que o vosso médico vos aconselhará, não gastem dinheiro em suplementação se não têm carências. Podem sempre consultar um nutricionista (registrado na Ordem dos Nutricionistas) para garantir que têm uma dieta equilibrada que vos garante a ingestão diária de nutrientes que precisam. Suplementar porque sim, é dinheiro deitado fora. Que... Podem usar para comprar um livro de culinária

 

Tens mais uma sugestão que não está na lista? Partilha nos comentários para que outros possam ver!

 

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::


After the post about diet and IBD, several people commented on social media a certain disenchantment for having some restrictions that force you to eat the same thing repeatedly. It is totally understandable: we always eat more or less the same stuff, cooked in more or less the same way. And it annoys, it makes you sick, a person gets fed up. After all, we're human, aren't we?

That is why today I share with you some suggestions of how you can, even within the same list of ingredients, vary the flavours and recipes, giving the feeling much more pleasant when it comes time for the meal. It involves some homework on your part, but I believe that you have gained much more in food and mental health! Here are my suggestions based on what we do here at home:

 

✔️ The first thing to keep in mind: even if a recipe has an ingredient (or two), they cannot consume, remove, or exchange it for another. For example, as I can't tolerate it, I remove pepper, peppers, spicy,…

✔️ There are lots of blogs and Youtube channels about cooking. They are excellent sources of inspiration for new culinary experiences.

✔️ Some supermarkets/stores have free magazines. As a rule, they also have recipes.

✔️ Follow culinary Instagram accounts like @apitadadopai or @_filipagomes_ or @lowfodmapt. It always helps to have inspiration and ideas for easy and affordable recipes to make at home or even for lunchboxes!

✔️ There are good accounts of nutritionists explaining essential points to pay attention to in food. For example, there're interesting Instagram accounts you can follow: The Gut Health Clinic; The Gut Health Doctor, ...
Even though these are not dedicated to nutrition for inflammatory bowel diseases or irritable bowel syndrome, they learn suitable bases to distinguish the wheat from the chaff from the countless diets, and miraculous foods advised.

✔️ Don't be food nazis or more papist than the pope. The human body and gut microbiota require a healthy and varied diet is an essential contribution to staying in shape. So, if you have no proven intolerance or food allergy, don't go on restricted diets because you read on the internet that you are doing well.

✔️ Except for specific situations that your doctor will advise you, do not spend money on supplementation if you have no needs. You can always consult a nutritionist to ensure that you have a balanced diet that guarantees you the daily intake of nutrients you need. Supplementary because yes, it is money thrown away… That you can use to buy a cookbook!

 

Have another tip that is not in this list? Write it at the comments so others can see it!

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.